A Europa aposta na criação de uma lista negra de fornecedores para 5G

5G

5G está em andamento a nível europeu. Esta semana já foi lançado em vários cidades na espanha lado a lado com a Vodafone, que também tem sido responsável por introduzi-lo em cinco cidades da Itália. Embora esse processo não esteja sendo um caminho fácil na Europa, principalmente devido às acusações de espionagem contra a Huawei. Algo que tem causado muitas alterações neste campo.

Muitos países da Europa iriam colaborar com a Huawei. As acusações de espionagem e bloqueio da América ajudaram muitos a buscar outras opções. Além disso, em países como a Holanda, a Huawei está sendo investigada. O que faz com que a empresa dificilmente tenha a chance de participar do 5G na Europa, apenas fora disso. Agora, uma nova medida é tomada neste campo.

Aparentemente, Bruxelas vem montando um lista negra de fornecedores de produtos e serviços que pode colocar a União Europeia em risco. Esta lista é baseada em relatórios de segurança cibernética dos países membros. A ideia é deixar de fora das infraestruturas as empresas que instalam portas traseiras nos equipamentos. Isso é algo que também afeta as operadoras e empresas que trabalham na implantação do 5G. É aqui que a Huawei pode sofrer.

5G

A União Europeia lançaria esta lista em dezembro. Embora já tenha havido várias reuniões até agora, onde são determinados os perigos e é feita uma lista e um mapa de riscos que será revisto neste mês de outubro. Este processo está sempre a ser realizado com a colaboração da Agência Europeia de Segurança Cibernética, que é aquela que tem acesso a diversos relatórios dos países membros e dos seus serviços secretos nesta área.

Com essas informações, é elaborada a referida lista negra de empresas. Para tal, será utilizada uma série de critérios conjuntos de todos os países da UE. Embora a aplicação desta lista deva ser algo a nível nacional. De modo que se um país não quiser que uma empresa como a Huawei participe do desenvolvimento do 5G, você pode ocultar a qualquer momento no referido documento. Isso era algo que vários países estavam pedindo semanas atrás. Já a desconfiança em relação à Huawei tem crescido ao longo do tempo, e vários países da Europa procuram impedir a empresa de participar do desenvolvimento dessas redes.

Isso é algo que pode prejudicar a Huawei, beneficiando empresas locais como Nokia ou Ericsson, que são os favoritos de muitos países ao trabalhar no desenvolvimento de 5G. Não só na Europa, porque a Nokia já tira proveito da desconfiança que a Huawei gera em muitos mercados, para trabalhar em 5G neles, como é o caso da malásia. Para a marca chinesa, os problemas podem ser maiores, já que a ameaça de conseguir ficar de fora do 6G também voa pelo ar. Embora este seja um boato que por enquanto não foi confirmado.

redes 5G

Portanto, alguns meses bastante interessantes estão chegando nesse sentido. Na Europa, eles têm procurado manter uma posição bastante neutra a esse respeito em relação à Huawei e às acusações de espionagem. Embora esses novos movimentos da União Européia pareçam dizer o contrário, buscando que se empresas como Ericsson ou Nokia trabalham em 5G. Além disso, favorecer as empresas locais nesse processo também está ajudando um maior crescimento e fortalecimento de um ecossistema de empresas.

Muitos chegam a vê-lo como um momento-chave, pois consideram que a Europa está a jogar a sua soberania na batalha das comunicações móveis. Mesmo se criar esta lista negra é algo que pode ser controverso, especialmente para aquelas empresas que acabam nesta lista, que não ficarão especialmente felizes em acabar nela. Em dezembro devemos saber quem eles são.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Blog da Actualidad
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.