Greenpeace classifica Google em terceiro lugar no uso de energia renovável

O Google usará 100% de energia renovável em 2017

Em uma base anual, o relatório Clicando em Limpar elaborado pelo Greenpeace analisa o uso e o desempenho que grandes empresas de tecnologia e internet fazem das energias renováveis.

O relatório de 2017 classifica o Google na terceira posição, atrás da Apple e do Facebook, na primeira e segunda posições respetivamente, tendo obtido a classificação «A» por seu uso contínuo de recursos renováveis ​​e por pressionar governos, serviços públicos e outros fornecedores com os quais trabalha a fazer o mesmo.

O relatório dá ênfase especial à Internet e ao consumo de energia de centros de dados e servidores que tornam possível a rede de redes, e observa que os compromissos anunciados pelo Google, Apple e Facebook há quatro anos para fazer 100% da energia que usam energia renovável fizeram com que mais de 20 empresas de Internet aderissem a esse esforço.

De acordo com o relatório do Greenpeace, em termos de uso de energia limpa, o Google atingiu 56%, no entanto, a empresa ainda depende fortemente de energia não renovável. Especificamente, depende de 14% do gás natural, 15% do carvão e 10% da energia nuclear para satisfazer suas necessidades de consumo.

A empresa recebeu uma nota “B” em Transparência por não fornecer informações sobre o uso de energia renovável ou mix de energia para suas instalações de serviço em nuvem, o que impede o consumidor de tomar uma decisão com base nessas informações.

Google recibió una clasificación «A» por su compromiso con la energía renovable, al tiempo que Greenpeace ha elogiado el empeño de la empresa por «permanecer verde» al mismo tiempo que ha experimentado una rápida expansión de su plataforma de nube en todo el mundo en o último ano.

Em termos de Eficiência Energética, O uso do aprendizado de máquina pelo Google para otimizar as operações dos centros permitiu níveis significativos de economia.

Você pode baixar o relatório completo Clique aqui (PDF, 11,2 MB)


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Blog da Actualidad
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.