A venda do Twitter afetará os usuários?

Twitter

Em uma semana em que não paramos de ouvir os potenciais compradores do Twitter, sempre nos perguntamos algo. O Twitter mudará com diferentes proprietários? Aqueles de nós que são utilizadores quotidianos desta rede social não nos importamos muito com quem é que embolsa os euros. O que nos interessa pelo menos é continue trabalhando como antes. Claro, melhorias e novidades são sempre bem-vindas.

Entre o muitos compradores potenciais, como dissemos a você, você encontrará Disney. O que a rede social poderia usar para incluir, ainda não sabemos de que forma, seu próprio conteúdo. Sinceramente, não vejo o Mickey Mouse como uma imagem do Twitter. Eu perderia em seriedade e profissionalismo, eu acho.  

Queremos que o Twitter siga o I feel Twitter

Essas e muitas outras questões estão no ar. A dança estonteante de figuras que são embaralhadas nesta transação não deixa ninguém indiferente. O montante ficaria em torno de 8 ou 10 bilhões de dólares. Valor que quase triplica o que inicialmente foi chamado de valor da empresa. Bilhões no ar que a maioria dos usuários não liga.

O importante para nós, usuários, é o fim da história. E acima de tudo o resultado que terá na rede social. Referimo-nos às mudanças que o Twitter pode sofrer dependendo de quem leva o gato para a água. Como sabemos, Na licitação também estão gigantes como Google ou Facebook. Ambos com grande experiência em redes sociais, não é à toa que têm as suas. Mas com projeções e sucessos diferentes.

Ninguém é convencido pela fusão do Facebook com o Twitter.

Vários Os usuários do Twitter também são usuários do Facebook. Mas quase todos concordam que nenhum poderia substituir o outro. Em vez disso, eles se complementam. Tem quem usa o Twitter e não usa o Facebook e vice-versa. Mas a grande maioria os alterna diariamente. Uma das grandes incógnitas em todo esse processo é se o Facebook absorveria o Twitter.

Uma coisa seria a absorção do Twitter pelo Facebook, caso o primeiro desaparecesse. E outra opção seria mesclar as duas redes sociais em uma. Criando um estranho híbrido que não sabemos que resultado obteria. Nenhum dos casos convence os usuários. Os casos possíveis são se o Facebook ganhar o lance.

Parece que a melhor opção seria a coexistência das duas redes sociais separadamente. Até agora. Mas um movimento como o que estamos discutindo pode acontecer mesmo que quase ninguém goste. Na breve história que as redes sociais têm nas nossas, já existe uma história de vendas com péssimos resultados.

Quem não se lembra de Tuenti?

logotipo da tuenti

Para muitos Tuenti significava acesso ao mundo das redes sociais, mesmo antes do Facebook. Uma rede social que no final do ano dois mil e seis viu a luz em Espanha. E isso logo se tornou absolutamente necessário para "estar" no mundo. Em uma faixa etária entre dezoito e trinta e poucos anos, todos tinham uma conta Tuenti.

Em 2009, o Google classificou o Tuenti como o terceiro site com maior aumento de buscas no mundo. No ano seguinte, Tuenti se tornou o site mais visitado da Espanha. Em 2011, aproximadamente quinze por cento do tráfego de Internet espanhol passou por Tuenti. Isso envolveu um tráfego superior ao que o Google e o Facebook supunham juntos.

Nada pressagiava um fim como o que aconteceu. Em agosto de dois mil e dez, a Telefónica tornou-se o maior acionista da Tuenti. Graças à aquisição de 85% por cento de suas ações por cerca de 70 milhões de euros. em 2012 apresenta um «novo» Tuenti, com um aplicativo chamado Tuenti Social Messenger, e sua abertura internacional. Que falha retumbante e a perda da maioria de seus usuários.

Tuenti hoje ela sobrevive reinventada como uma companhia telefônica de baixo custo. É este o futuro que aguarda o Twitter?. Embora ambas as redes sociais não sejam comparáveis ​​devido ao maior alcance do Twitter. O tempo nos ensinou como algo que triunfa por conta própria pode cair nas mãos de outros. Esperemos que Tuenti sirva de exemplo para que a história não se repita e que o Twitter sobreviva como até agora.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

3 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Blog da Actualidad
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   A ղժɾօ í ժʍɑղ íɑς օ dito

    Nessa mesma semana comentei na minha conta do Twitter, @AndroidmaniacVE, que rezamos para que não seja o Facebook que comprou o Twitter, na verdade, fiz um artigo no Blogger e fui ao WordPress, intitulado «WhatsApp, o rei das mensagens, é isso chegando? ao seu fim? O Facebook é o responsável ”, ao obrigar o compartilhamento dos dados entre a rede social e o app. Comentei no Twitter que, se o Facebook comprar no Twitter, pode acontecer o mesmo que está acontecendo com o WhatsApp. No caso de ser a Disney quem o compra, comentei de brincadeira no meu grupo do Telegram que todos seremos transformados em "princesinhas" e "princesinhas", muitos relatos que publicam conteúdo sexual explícito acabariam por ser eliminados . Conforme você comenta em seu artigo, a venda do Twitter o expõe a mudanças, seja quem for o comprador. Se fosse o Google que conseguisse assumir o Twitter, seria necessário ver que mudanças ele faria. No momento, tudo o que se diz ou pensa sobre os possíveis compradores do Twitter e as mudanças que fazem nele, são especulações ou suposições.

  2.   Rafa rodriguez dito

    Enquanto não sabemos o desfecho, só resta isso, elugubrar ... E desejo, que o Twitter continue a ser Twitter, ou algo que seja muito parecido. Obrigado por ler e comentar!!

    1.    A ղժɾօ í ժʍɑղ íɑς օ dito

      Eu concordo totalmente com você, Rafa.
      Comentei no seu artigo, porque achei muito interessante. Você me venceu.